DIÁRIO POLÍTICO DE FEIRA NOVA

DIÁRIO POLÍTICO DE FEIRA NOVA

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Corda toda: Lula define perfil do ministério com Dilma


No café da manhã que tomou ontem com senadores e deputados do PT, Lula deu as diretrizes da reforma ministerial. As mudanças em curso, segundo ele acertadas com Dilma Rousseff, seguem três diretrizes.
1) Acomodar melhor os aliados. Lula repetiu o que Aloizio Mercadante já dissera: o PT vai perder espaço em benefício do PMDB e de outros partidos da base.
2) Levar para o governo atores sociais importantes, como, por exemplo, indicações das centrais sindicais ou de movimentos sociais que possam dar apoio ao governo em momentos críticos.
3) Melhorar o equilíbrio entre indicados do Senado e da Câmara. Ou seja: diminuir o peso do Senado e aumentar o da Câmara.(Lauro Jardim - Veja Online)

Gangue: prefeitos, secretários e servidores alvos da PF


Prefeitos, secretários e servidores municipais serão investigados na Operação Invictus, deflagrada ontem pela Polícia Federal em Pernambuco juntamente com a Controladoria Geral da União (CGU) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). O objetivo da ação é descobrir se há envolvimento deles em fraudes praticadas por três empresários, donos de oito livrarias e papelarias do Estado, nas licitações públicas realizadas pelas prefeituras de Tamandaré, Macaparana, Bonito, Floresta e Tacaratu. 

Os empresários formavam um cartel, combinando preços e dividindo os lotes das licitações para vencerem as concorrências públicas, relacionadas principalmente a programas do governo federal nas áreas de educação e assistência social. Os prejuízos estimados aos cofres públicos chegam a R$ 2 milhões

Os envolvidos estão sendo indiciados pelos crimes de formação de cartel, fraude em procedimentos licitatórios, desvio de verbas públicas e associação criminosa, e poderão pegar penas que, somadas, ultrapassam os 24 anos de reclusão.

Os nomes das empresas e dos empresários não podem ser divulgados porque estão em segredo de Justiça. Há evidências de que a operação se dava há pelo menos 15 anos. As buscas e apreensões foram realizadas nos municípios do Recife (sede da empresa e de alguns empresários), Olinda (residência de alguns empresários), Tamandaré, Macaparana, Bonito, Floresta e Tacaratu (buscas nas prefeituras e residências de alguns empresários).